Indústria 4.0: entenda o que é e como implementar no seu negócio

Você sabe o que é a era da indústria 4.0? Trata-se de um conceito novo, mas que já tem causado impacto nos negócios. Essa nova fase, também conhecida como quarta revolução industrial, engloba as principais inovações tecnológicas nas áreas de automação, controle e tecnologia da informação. Com essas transformações, os processos produtivos tendem a se tornar mais eficientes e autônomos.

Está interessado em saber mais sobre o assunto? Neste post explicaremos o que significa a indústria 4.0, detalharemos os principais pilares dessa era, os impactos gerados pelas mudanças e os principais benefícios proporcionados pelas transformações aos consumidores e empresas. Continue lendo!

O que é a indústria 4.0?

Essa nova era se caracteriza pelo surgimento de novas ferramentas nas áreas de tecnologia da informação, automação e controle. Com as mudanças, os processos de produção tendem a se tornar mais ágeis, eficientes e autônomos.

Nessa fase ocorre uma descentralização dos processos produtivos e aumenta o número de dispositivos interconectados durante toda a cadeia de produção e logística. As novas ferramentas, portanto, se complementam e relacionam entre si.

Para o sucesso desta nova fase será necessário definir uma série de padrões técnicos de comunicação e segurança. Sobre os fatores comunicacionais, é importante garantir a troca de informações entre os dispositivos e diminuir as restrições dos sistemas vigentes.

Em relação ao outro ponto, as medidas de segurança visam garantir que somente as pessoas autorizadas tenham acesso às informações. Dessa forma, a prática assegura a proteção dos dados e evita que outros indivíduos possam fazer ataques virtuais (hackers), por exemplo, para ter acesso a eles.

Quais são os pilares dessa fase industrial?

A quarta fase da revolução industrial se apoia em alguns pilares para se desenvolver. Entre eles estão a segurança nas operações, a estrutura baseada em dados e o conceito denominado Internet das Coisas. Abordaremos sobre esses tópicos na sequência do post. Continue lendo!

Segurança nas operações

Um dos principais pontos da indústria 4.0 é a questão da segurança. Ela pode atrasar ou até mesmo colocar em risco a implementação dos novos projetos. Por isso, os sistemas de informações precisam ser sólidos e impenetráveis.

Ainda será necessário focar na transmissão dos dados entre os dispositivos e garantir uma comunicação constante e contínua. Se houver retrocessos, os processos podem demorar mais do que o esperado e a empresa pode perder em produtividade. Isso pode gerar vários prejuízos aos negócios, pois não é novidade para ninguém que um dos segredos das companhias de sucesso é, justamente, a elevada produtividade.

Estrutura de dados

Para absorver todas essas informações e procedimentos complexos será necessário contar com uma grande estrutura de Big Data nas empresas. As ferramentas se encarregarão por gerenciar, capturar e analisar os dados disponibilizados.

Essa prática tende a ser cada vez mais comum nas organizações, pois ajuda as empresas a obter insights, tomar melhores decisões e definir em ações efetivas com o intuito de assegurar o crescimento do negócio.

Agora, você deve estar se perguntando: quais são as principais ferramentas que se interligam nesse processo? Existem 4, basicamente, e são elas:

  1. conexão à uma rede industrial com controladores lógicos programáveis e sensores;

  2. espaços cyber-físicos relacionados ao modelo e à memória. Eles estão presentes na Internet das Coisas;

  3. cloud computing: faz referência aos serviços de nuvem e pacotes de dados;

  4. aprendizado de máquina: área da inteligência artificial que se baseia na ideia de que as máquinas são capazes de aprender, tomar decisões e identificar padrões baseados nos dados disponíveis.

Internet das Coisas

Por se tratar de algo novo, esse conceito pode até parecer distante para muitas pessoas. No entanto, é apenas questão de tempo para se tornar realidade. A Internet das Coisas faz referência à conexão de diferentes objetos com a internet, além daqueles que já estamos acostumados, como computadores e smartphones. Esses objetos, somados aos sistemas de automação, ajudam as companhias a coletarem informações precisas em tempo real.

As organizações podem utilizar esses dados com o intuito de acompanhar diversos setores e a tomarem decisões seguras. Por meio desses conhecimentos, os gestores conseguem saber qual é o momento ideal para expandir o negócio, desenvolver novos serviços, abrir filiais etc.

Quais são os benefícios?

Primeiramente, as novas tecnologias ajudam as empresas a tomarem melhores decisões sobre diferentes atividades cotidianas dos negócios. Além disso, elas auxiliam as organizações a fazerem boas análises internas (verificar quais são os pontos fortes e fracos) e externas (observar como os fatores políticos, econômicos ou sociais podem interferir positivamente ou negativamente nos negócios).

Tudo isso, somado, ajudará as organizações a desenvolver melhores produtos. Isso, consequentemente, beneficiará o consumidor final. Ele terá acesso a melhores serviços ou a produtos inovadores que ajudarão a resolver os problemas das pessoas e proporcionarão uma melhor experiência ao cliente.

Quais são os impactos que a indústria 4.0 gera nos negócios?

Essa nova era favorece a criação de novos modelos de negócio. Em um mercado cada vez mais exigente e competitivo, muitas empresas procuram integrar as características dos produtos com as necessidades dos clientes. Dessa forma, a customização das mercadorias tende a ser cada vez mais utilizada nos processos produtivos.

Outras questões que serão influenciadas dizem respeito à pesquisa e desenvolvimento nas áreas de segurança em tecnologia da informação e na interação entre as máquinas. A tecnologia se desenvolverá continuamente e se tornará mais barata com o passar do tempo. Isso fará com que essas novas ferramentas sejam viáveis e mais empresas consigam se adaptar à essa nova realidade.

Esse novo padrão exigirá uma capacidade de adaptação por parte dos profissionais, pois mais tarefas serão automatizadas, favorecendo o surgimento de novas demandas, enquanto outras deixarão de existir.

Como implementar as transformações na sua empresa?

Essas mudanças podem ser colocadas em prática por meio de um sistema de gestão empresarial. Ele também é conhecido como ERP (Enterprise Resource Learning). O software automatiza a execução de diferentes tarefas e integra diferentes departamentos das companhias. Com essa plataforma, fica fácil ter dados em relação às atividades ligadas, por exemplo, ao marketing, finanças, recursos humanos etc.

O ERP ainda apresenta muitos benefícios aos negócios. Entre eles estão a redução dos erros na execução das tarefas, facilidade no armazenamento de dados sobre diferentes setores das companhias e a diminuição de gastos.

As novas tecnologias da indústria 4.0 têm proporcionado várias transformações no mundo dos negócios. O uso de dados, a automatização das tarefas e a personalização dos produtos têm deixado os processos mais eficientes e proporcionam uma melhor experiência ao cliente. Diante dessas mudanças, as empresas e os profissionais que não conseguirem se adaptar à nova realidade ficarão defasados no mercado.

Você está com alguma dúvida sobre as mudanças proporcionadas pela indústria 4.0? Quer implementar novas ferramentas tecnológicas na sua empresa? Entre já em contato com a gente! Estamos dispostos a ajudá-lo.

Powered by Rock Convert
0 93