Ferramentas de gestão: descubra as principais para sua empresa

É muito importante realizar a gestão de desempenho dos colaboradores, a fim de garantir o crescimento e a sobrevivência da empresa. As ferramentas de gestão, muitas vezes esquecidas por algumas organizações, indicam os resultados que os profissionais estão apontando e concedem elementos que possam possibilitar melhorias e preencher lacunas.

Essa gestão foca na avaliação individual dos profissionais, objetivando seu desenvolvimento e sua melhoria, trazendo resultados positivos para a empresa. Com essas informações, torna-se possível examinar as estratégias e adaptar os processos, aproveitando ao máximo as características que os colaboradores dispõem.

Neste post, falaremos sobre as principais ferramentas de gestão que não podem faltar em sua empresa. Acompanhe!

5W2H

Esta é uma ferramenta de gestão administrativa que conta com um checklist de algumas tarefas que necessitam desenvolver-se com muita clareza por parte dos colaboradores da organização.

É uma espécie de mapeamento dessas atividades, determinando quem fará o quê, o que exatamente será feito, por qual período de tempo, qual a área da empresa e as razões pelas quais a tarefa deve ser realizada.

PDCA

Esta sigla é de origem americana, bastante popular durante a década de 50 e criada por William Edwards Deming — um americano, professor de gerenciamento de qualidade dos EUA. Quando traduzida, seu significado é “planejar, executar, analisar e corrigir”. É uma ferramenta de gestão muito importante para o negócio pelo fato de seguir um ciclo com quatro etapas essenciais para mantê-lo ativo e funcionando de forma eficiente.

Objetiva reduzir os custos, aumentar os lucros e a satisfação dos seus clientes, sendo uma técnica aplicada para organizações de maneira constante, objetivando sempre melhorias. Além de gerar um controle eficaz dos processos, tanto para atividades externas quanto internas, padroniza informações e diminui erros e falhas.

KPI

KPI representa um valor mensurável que comprova a efetividade de uma empresa em alcançar seus principais objetivos de negócios. As empresas utilizam os KPIs em diversos níveis para analisar seu sucesso em relação ao alcance de metas. Os KPIs com alto nível geralmente cuidam do desempenho geral da empresa, enquanto que os de baixo nível cuidam de processos de departamentos isolados, como marketing, vendas ou call center.

É muito importante medir os resultados para quem investe nessa área. Por isso, é sempre bem-vindo usar ferramentas de gestão eficazes. Um exemplo é quando se realizará uma campanha de marketing digital, em que surge a necessidade de visualizar as metas para cada atividade.

Nesse cenário, os KPIs servem como indicadores de desempenho de cada uma dessas metas e possibilitam realizar um acompanhamento das ações de maneira imediata. Eles oferecem dados que ajudam a compreender o andamento da campanha, inclusive aqueles que têm poucos conhecimentos técnicos sobre marketing digital.

PM Canvas

Esta é uma ferramenta estratégica de empreendedorismo e gestão, em que é possível projetar, descrever, desafiar, inventar e articular seu modelo de negócios. O seu principal objetivo é implementar um plano de projeto, de forma ágil e clara.

O PM Canvas surgiu como uma solução para a falta de clareza e objetividade na maneira como são elaborados os planos de projetos. Por mais que tenham as mesmas finalidades, o plano de projeto e o PM Canvas são diretamente opostos.

Ele possibilita uma visão global do seu negócio e, também, aumentar todo o seu potencial, além de planejar como atingir o seu público específico e conseguir um excelente ROI. É uma forma de planejamento estratégico que esboça e aperfeiçoa modelos de negócios, tanto novos quanto os já existentes.

Contém quatro pilares, como infraestrutura (meio para chegar ao valor do produto para o cliente), oferta (o produto e seu valor), cliente (canais de contato com o seu público consumidor e pós-venda) e finanças (custos e receitas da empresa).

Plano de negócios

Alguns empreendedores e gestores confundem o modelo de negócios com o plano de negócios. Esse é um detalhamento de todo o objetivo do negócio, contendo um passo a passo concreto, simples e prático. Já o modelo de negócios cuida do valor que será oferecido ao público, assim como a sua visão, o conceito, a inovação, a necessidade, a estrutura, etc.

O plano de negócios traça quais os objetivos desejados para o negócio e todas as etapas a serem cumpridas a fim de atingi-los. Seu principal objetivo é diminuir as incertezas e os riscos para começar o projeto com um plano bem elaborado.

Ele possibilita que o gestor reflita sobre todas as invariáveis e variáveis de seu negócio, além de fazer o seu projeto de maneira estruturada e organizada. Na verdade, com ele é possível saber quem será o responsável por cada ação no projeto e como será possível chegar lá.

Análise SWOT

Esta é uma ferramenta de análise essencial, que pode auxiliar na fase de descoberta e análise de todo o planejamento estratégico. Essa sigla significa, ao ser traduzida, “forças, fraquezas, oportunidades e ameaças”.

Ela valoriza, primeiramente, os pontos fortes da empresa e identifica os pontos fracos, a fim de aprimorá-los para ir além dos objetivos traçados. As oportunidades são reconhecidas e consideradas referentes aos pontos fortes e fracos da organização. As fraquezas da empresa ou as novidades tecnológicas são analisadas por meio do olhar para a evolução do mercado.

Elas constituem a base dos objetivos estratégicos, em que todas as chances podem ser empregadas como metas. Essa análise verifica as possíveis dificuldades encontradas pela organização. O aumento do preço do dólar, a consolidação da concorrência, a saturação do produto e a evolução das tendências dos consumidores são alguns exemplos de ameaças ao negócio.

Essas ameaças podem também surgir de mudanças na legislação, requisitos de licenciamento ou leis tributárias. A identificação delas previamente pode ajudar uma empresa a se preparar para problemas que possam aparecer e prejudicar os seus objetivos estratégicos.

Por fim, o uso dessas ferramentas de gestão pode facilitar bastante o trabalho do RH, possibilitando não somente que a equipe conte com dados mais exatos, mas, também, potencializando o tempo dela. Contudo, não deixe de buscar outros instrumentos, como o uso de um software de gestão para abranger todas essas ferramentas e manter sua empresa mais atualizada dentro do mercado competitivo atual.

Você curtiu nosso post sobre ferramentas de gestão? Então, continue com sua visita em nosso blog e leia agora mesmo o texto “Entenda a importância da gestão de compras no varejo” para saber mais sobre o assunto!

Powered by Rock Convert
0 228