Faça uma gestão de estoque eficiente com essas 7 dicas

Realizar a gestão de estoque é uma atividade operacional que tem grande influência nos resultados das empresas que fazem vendas de produtos. Devido ao fato de essa prática ter surgido no mercado antes mesmo de surgir a internet, esse controle era feito de maneira totalmente manual. Hoje em dia, há alguns sistemas que ajudam o empreendedor a realizar uma gestão mais eficiente.

Trata-se de um processo essencial em qualquer empresa. Por meio dele é possível diminuir os custos e ao mesmo tempo garantir que todas as necessidades dos clientes sejam atendidas. Quando a gestão é ineficiente, ela pode ocasionar a perda de vendas importantes por falta de matérias-primas ou produtos ou até mesmo causar uma difícil situação financeira por excesso de itens armazenados, sem demanda para consumi-los.

Pensando nisso apresentaremos algumas importantes dicas para fazer a gestão de estoque do seu negócio. Acompanhe!

1. Contabilize o inventário

Para ter uma boa gestão de estoque é necessário ter muita exatidão no inventário. É de suma importância contabilizar a quantidade de cada um dos produtos, selecionando alguns profissionais para ficarem responsáveis pela organização da empresa e identificarem todos os itens estocados.

Pode-se utilizar a própria equipe do almoxarifado para realizar um inventário rotativo, com medições diárias. Essa pode ser uma ótima solução para auxiliar em todo o processo de gestão. Assim, você terá um ótimo conhecimento de toda a situação e poderá, então, aplicar as medidas certas para otimizar os processos, evitando prejuízos.

2. Realize o armazenamento adequado

Se a empresa está inserida no ramo de e-commerce ou é uma loja física, já deve ter passado por algumas situações em que o produto não estava armazenado no local onde a venda foi feita. Além dessa divergência de estoque por lugar, isso pode ocasionar problemas na validade dos produtos, produtos descartados e, como consequência, dinheiro perdido.

Existem algumas soluções mais conhecidas para se realizar esse controle, como por meio de planilhas ou de forma manual. Vários gestores têm aderido também a tecnologia como uma solução inteligente para gestão de vendas e de estoque.

Caso estejam em fase inicial das vendas, as planilhas ainda podem ser uma ótima opção para o controle do negócio. Mas é bom ressaltar que à medida que a quantidade de produtos for crescendo e houver aumento das vendas, elas não serão mais suficientes.

Há também algumas soluções de tecnologia que auxiliam no controle de local de armazenamento, além de conseguir também disponibilizar outras análises estratégicas. É importante buscar um sistema que ajude na integração entre os estoques para não prejudicar os negócios.

3. Faça a previsão de demanda

É essencial administrar as demandas para uma gestão bem-sucedida do estoque. Contudo, essa é uma das ações mais esquecidos por muitas organizações, que acabam perdendo vendas e tendo prejuízos desnecessários. É interessante fazer uma análise periódica das demandas, pois, é isso que vai possibilitar que sejam calculados novamente os parâmetros de planejamento.

4. Mantenha o equilíbrio nos preços

Manter o equilíbrio nos preços vale tanto para a compra quanto para a venda dos produtos. Não adianta ter bons preços em uma ponta, se não equilibrar isso. Nesse cenário, é essencial manter bons relacionamentos com fornecedores. Isso aumenta a fidelização desse parceiro de negócios e garante bons preços de compra.

Fique atento se esse fornecedor está prejudicando-o com preços e prazos. Para não deixar isso afetar seus negócios, tenha sempre outras opções. Quando for precificar, considere o custo direto com aquela mercadoria e também os indiretos, como: impostos, aluguel, consumo, funcionários, armazenamento, etc.

5. Faça o saneamento dos estoques

É imprescindível realizar a separação dos itens que não estão com movimentação nos últimos meses e estão se tornando obsoletos. Você pode aproveitar para fazer uma promoção ou até mesmo descartá-lo. O indicado é dar um destino para esses itens e não cair na tentação de transformar o seu estoque em um acervo de produtos que nunca trarão lucro.

Sem dúvida, você vai se surpreender com o espaço liberado no estoque e ainda poderá receber um extra com as promoções que oferecer ao cliente.

6. Use um bom modelo de reposição

É importantíssimo definir um bom modelo de reposição e essa opção deve ser realizada conforme as necessidades da empresa. Há reposições contínuas e periódicas. Geralmente, se emprega um modelo de reposição contínua para itens de tenham maior valor agregado — em que os pedidos são realizados quando o estoque alcança o ponto de reposição.

Sua maior vantagem é que o nível de estoque diminui, reduzindo os custos com armazenagem, só que você fica mais dependente do fornecedor. Já o modelo de reposição periódica é mais utilizado para produtos baratos, que caracterizem uma parcela menor nos lucros do negócio, além de ser realizado com agendamento prévio.

7. Use um software de gestão

A ajuda da tecnologia é uma grande aliada para uma boa gestão de estoque e uma das melhores maneiras de organizar os dados desse setor é obtendo um software de gestão. Com ele, você consegue acompanhar as alterações, analisar produtos com pouca saída, controlar o déficit de materiais em estoque ou demandar quem pode dar baixa em produtos no sistema.

Esqueça os livros de entrada e saída, relatórios ou programas domésticos de tabelas. Com um software adequado será possível realizar um controle eficaz do estoque — agregando planilhas, banco de dados e relatórios de forma inteligente e prática.

Lembrando que todos os itens devem ser registrados eletronicamente e é preciso registrar no programa suas respectivas localizações no almoxarifado, para evitar perdas e facilitar a rastreabilidade. O recurso fará a verificação dos dados com muito mais precisão e isso ajudará na tomada de decisões.

Por fim, a gestão de estoque eficiente é resultado de várias ações realizadas que dependem apenas da sua decisão. Com essas dicas é possível gerar ganhos efetivos no controle da movimentação de mercadorias, na consciência sobre o real valor dos estoques e seu peso na gestão financeira do negócio, além de melhorar o processo de compras.

Você gostou das nossas dicas sobre gestão de estoque? Então, continue sua visita em nosso blog e leia agora mesmo sobre quais fatores englobam o custo de estoque de um negócio para saber mais sobre o assunto!

Powered by Rock Convert
0 55